Você sabe por que o urso panda praticamente só se alimenta de bambu?

Apesar de todas as espécies de ursos se alimentarem também de plantas, eles são mamíferos classificados biologicamente dentro da ordem dos carnívoros. No entanto, o urso panda tem em média 99% de sua dieta constituída apenas por bambu e muito raramente se alimenta de um peixe ou rato. E o mais curioso disso é que o seu organismo não é adaptado para sobreviver apenas com isso.

Diferente dos herbívoros, o urso panda não é capaz de extrair energia a partir da celulose, principal componente da parede celular das plantas. Isso faz com que o animal absorva pouquíssimas calorias de cada talo consumido, enquanto o resto praticamente “passa direto”. Apesar de ter evoluído ao ponto de seus órgãos não serem mais lesionados pelas lascas do vegetal, isso não foi o suficiente para resolver o problema.

Essa espécie, quando livre na natureza, passa cerca de 16 horas por dia derrubando e comendo apenas bambu, bambu e mais bambu, e o motivo pode ser relativamente simples, mas extremamente difícil de resolver. Cientistas acreditam que os ursos pandas sofreram alguma mutação genética ao longo de seu desenvolvimento e por conta disso se tornaram incapazes de tolerar o sabor de carne. Por isso, utilizam a pouca energia que acumulam para continuar comendo e isso faz com que eles praticamente não tenham ânimo para acasalar.

Quando nasce uma ninhada, usualmente com dois filhotes, a mãe só se esforça para criar um. Com uma taxa de natalidade extremamente baixa, a devastação de seu habitat natural pelas mãos do ser humano e a caça ilegal, o panda corre sérios riscos de se tornar extinto. Atualmente, existem menos de 2,5 mil animais vivendo livres na natureza e apenas 20 áreas de preservação nas montanhas da China que mantêm ambientes propícios para a existência da espécie.

Fonte: Megacurioso

Deixe uma resposta