Qual a idade correta para trocar a ração de filhote para de adulto?

Quando trocar a ração do meu animal?

Ao adotar ou comprar um cão muitas dúvidas surgem em torno das questões comportamentais e de saúde do animal. Banho, ambiente, remédios, passeios, contato com outros animais, vacinas e, umas das mais importantes: alimentação. Ração ou comida? Quais os alimentos que o cão pode comer? O que evitar? O que nunca dar?

As dúvidas em torno da ração do cão estão centradas no tipo e na idade. O consultor de pets, Marcos Eduardo Fernandes, responde à questão: afinal, qual a idade correta para trocar a ração de filhote para de adulto?

Lembre-se de evitar alimentos gordurosos, muito salgados e que contenham alérgenos para o seu animal. Em caso de necessidade, você pode experimentar outro tipo de ração. Para detectar problemas mais específicos, você deve consultar o veterinário e evitar problemas maiores. Uma boa alimentação garante ao animal saúde e energia para desenvolver os músculos, ganhar massa, além de auxiliar na saúde dos pêlos e no sistema imunológico e circulatório.

Os cães e gatos são considerados filhotes até os doze meses de vida. A partir daí, já podemos modificar a sua alimentação, ou seja, fornecer a ração para adultos. Caso haja a necessidade, pode-se manter a ração para filhotes até a idade que o veterinário estabelecer.

É possível fazer uma comida saudável para os animais, pois a maioria dos cães não gosta de ração comercial e só comem quando estão com muita fome. Caso não queira dar ração para o seu animal, procure um veterinário para fazer um cardápio mais caseiro para ele.

Atualmente, temos no mercado rações para diferentes idades (filhote, adulto e idoso), castrados ou não castrados, sedentários ou atletas e uma linha para animais doentes (cardíacos, pacientes renais…) No entanto, não necessariamente devemos utilizar rações comerciais para os cães e gatos nem dar a nossa comida.

Fonte: Portal Alto Astral

Deixe uma resposta