Humanos tingem cachorro com produto convencional e quase matam o bichinho

Infelizmente isso acontece muito no carnaval…

Olha a judiação que fizeram com Violet, a cadelinha que você pode ver na imagem abaixo! Os espertos dos humanos dela acharam que seria uma boa ideia usar tinta convencional para tingir os cabelos para colorir os pelos da pobrezinha de roxo — presumivelmente, para fazer jus ao nome do cãozinho — e a burrice quase acabou matando o animal. Veja o estado em que o bichinho ficou depois do “trato”:

Violet (Facebook/Pinellas County Animal Services)

Pecado…

De acordo Rachael Rattner, do site Live Science, o caso ocorreu na Flórida, e envolveu uma cachorra que é uma mistura de Maltês com outra raça. O bichinho foi encontrado com quase toda a pelagem tingida de roxo e por pouco não morreu devido a uma porção de reações provocadas pelo produto.

Olha só que dó… (Facebook/Pinellas County Animal Services)

Segundo Rachael, quem cuidou de Violet foi o pessoal de um abrigo para animais no condado de Pinellas que, em um exame preliminar, constatou que a cadelinha estava com os olhos muito inchados, sua pele apresentava queimaduras e a bichinha parecia bastante apática e inerte. Em um primeiro momento, a cachorra foi tratada com medicação para dor, foi hidratada e teve os pelos lavados para remover a maior quantidade de produto possível. Mas o pior ainda estava por vir…

Violet durante o processo de recuperação (Facebook/Pinellas County Animal Services)

No dia seguinte, depois de sedar a cadelinha, quando o pessoal do abrigo começou a tosar os pelos de Violet, eles se deram conta de que a situação era muito pior do que parecia, pois a pele — sim, caro leitor, a pele — da cachorra começou a “descolar” do corpo. Violet não morreu por pouco e ficou três meses em tratamento e, durante esse tempo, recebeu fluidos por meio de via intravenosa, tomou uma série de antibióticos e teve uma porção de medicamentos aplicados na pele para estimular a regeneração.

Aqui, Violet já estava melhorzinha (Facebook/Pinellas County Animal Services)

O pessoal do abrigo explicou que a situação da cachorrinha era gravíssima e, durante o tratamento, eles realmente temeram que ela pudesse desenvolver uma infecção ou ficar permanentemente cega. Mas, por sorte, Violet voltou a caminhar e a latir também — o que é bom sinal — e foi adotada por uma nova família. Você pode ver as fotos mostrando a evolução do quadro da cadelinha no perfil do abrigo no Facebook acessando este link, mas advertimos que algumas das imagens são bem chocantes.

Nunca faça isso com o seu animalzinho!

De acordo Rachael, os produtos usados para tingir os cabelos de humanos contêm substâncias como descolorantes e água oxigenada — que são tóxicas para os animais. Esses compostos podem provocar uma variedade de lesões externas, como as queimaduras que Violet sofreu, além de poder entrar em contato com os olhos dos bichinhos e causar cegueira.

Esse é o novo “pai” da Violet (Facebook/Pinellas County Animal Services)

Além disso, cães e gatos costumam lamber o próprio corpo e, portanto, o produto pode ser ingerido acidentalmente e provocar danos internos bastante sérios, como envenenamento e queimaduras. Sendo assim, nunca, jamais, tente fazer o mesmo que os espertões dos ex-donos de Violet fizeram com a pobrezinha e, se você realmente insistir em mudar a cor dos pelos do seu animal de estimação, procure um profissional especializado no procedimento e que saiba o que está fazendo.

Boa menina! (Facebook/Pinellas County Animal Services)

Fonte: Mega Curioso

Deixe uma resposta