Existem riscos em animais de estimação para crianças?

Animais de estimação costumam ser os xodós das crianças e podem ser tornar grandes protetores. Desde o primeiro ano de vida do bebê, a convivência com os bichinhos por ser benéfica. Especialistas acreditam que problemas respiratórios ou infecções ocorrem com menos frequência quando os pequenos possuem contato com os amiguinhos de pelo desde cedo, devido ao aumento da resistência imunológica.

Cuidados com bichos de estimação

Contudo, há exceções. De acordo com a pediatra e pneumologista infantil do Hospital e Maternidade Rede D’Or São Luiz, Eliane Henriques Moreira Alfani, em alguns casos essa companhia pode ser contraindicada por desencadear processos alérgicos. “Os pelos dos bichos servem de alimento para os ácaros, principais responsáveis por alergias respiratórias. Portanto, utilizar aspiradores de pó e panos úmidos para a limpeza da casa é essencial para a retirada dos pelos”, explica.

Uma opção é aproximar o animal ainda durante a gestação. É importante não abandonar o bichinho, para que não se sinta rejeitado. Dar objetos para que cheire ou permitir que ele entre no quartinho do bebê ajuda na apresentação do novo membro da casa. Evite apenas que os amiguinhos subam nas camas dos pequenos.Outro ponto que merece atenção é o fato de que possam ocorrer acidentes com lesões sérias, como mordidas e arranhões. Eliane diz que os bichos possuem território próprio e dividir “o reinado” com um bebê, pode causar ciúme e irritação. “O ideal é integrar o bebê na rotina do animal sem afastá-lo totalmente dos seus locais preferidos. O bichinho precisa conhecer a criança, mas é necessário que a família seja coerente”, diz Eliane.

Depois da amizade consolidada, é comum que abraços e lambidas sejam inevitáveis durante as brincadeiras. Se o amigão da família estiver com vacinas e vermífugos em dia, não há risco para o pequeno. Contudo, vale lembrar que higiene é fundamental. Por isso, os pais devem ficar atentos e ensinar os filhos a sempre lavarem as mãozinhas após a bagunça.

Fonte: Bolsa de Mulher

Deixe uma resposta