raças perigosas

Essas raças de cães são consideradas perigosas: veja a lista atual

Primeiramente, é importante salientar que por “raças mais perigosas do mundo” queremos dizer em relação ao treinamento e o propósito para o qual surgiram. Portanto, não é uma generalização. Afinal, todos os animais, com a criação correta, são amorosos e carinhosos. Dito isso, vamos para a lista!

raças de cães

5ª raça: Doberman Pinscher

Em quinto lugar, o Doberman Pinscher foi criado justamente para a proteção de seu dono. Louis Doberman, o criador, era coletor de impostos e precisava de um animal que o protegesse ao carregar grandes quantias de dinheiro na rua. Dessa forma, surgiu essa raça robusta, forte e ágil. Nesse sentido, o Doberman precisa de muito exercício e adestramento para não se tornar um cão bravo.

raças de cães
Rottweiler | Pixabay

4ª raça: Rottweiler

Outra raça criada para proteção, o Rottweiler era responsável por isso durante a Segunda Guerra Mundial. Atualmente, eles também auxiliam como cães policiais. Extremamente fortes, musculosos e resistentes, esses cães têm uma das mordidas mais fortes dentre os cachorros domésticos.

Além disso, é bastante ciumento e protetor com seus tutores, portanto, deve-se tomar cuidado com outros animais por perto.

raças de cães
Pit bull | Pixabay

3ª raça: Pit Bull

Estereótipos à parte, os Pit Bulls foram criados justamente para atuar como cães de caça e competições de atletismo. Além disso, infelizmente também competem em rinhas ilegais. Isso ocorre porque essa raça é muito fiel aos tutores, fazendo de tudo para proteger. Portanto, costuma-se utilizá-los para brigas com outros animais devido a isso. No mais, são animais muito amorosos, brincalhões e protetores se criados corretamente.

raças de cães
Pastor-do-cáucaso | Pixabay

2ª raça: Pastor-do-cáucaso

Em segundo lugar, o Pastor-do-cáucaso surgiu para proteger rebanhos de predadores fortes, como ursos e lobos. Portanto, essa raça de cachorro precisa ser forte, robusta e intimidadora. Além disso, esse é um cão extremamente territorialista, que inclusive tem aversão a estranhos. Portanto, deve-se tomar muito cuidado antes de se aproximar dele.

raças de cães
Dogue Canário | Pixabay

1ª raça: Dogue Canário

Por fim, a raça de cães mais perigosa é a Dogue Canário. Da mesma forma que o Pastor-do-cáucaso, esse titã canídeo era responsável por cuidar do pasto e dos rebanhos. Além disso, serve como cão de briga e de proteção. Por ser absurdamente dominante, é indicado para criadores com experiência para lidar com seu temperamento. Aliás, possui um instinto forte de caça e não tolera intrusos.

Fonte: FolhaGo

Deixe um comentário