Como fazer exercícios físicos com o seu cachorro

Caminhar, correr, jogar frisbiee e bicicleta são algumas maneiras de espantar a preguiça e praticar atividades físicas com o seu cachorro!

Fazer exercícios físicos é sempre uma tarefa saudável, mas exige uma série de cuidados para que você e seu cachorro não sintam as dores dias mais tarde. Antes de sair por ai correndo com o seu pet é preciso que você saiba, cão tem limitações e se esforçar demais é muito perigoso e pode levar a morte. Então concluímos que eles devem ser feitos de acordo com o padrão da sua raça (a raças que suportam mais e outras menos exercícios) e sempre com a supervisão de um médico veterinário.
Depois dos alertas, vamos mostrar algumas atividades físicas que você pode praticar com o seu cachorro!
Caminhada:
Apesar de parecer pouco, a caminhada é muito apreciada pelos pets, principalmente pelos menores. Veja as indicações:
Raças apropriadas: Todas
Tempo médio: Máximo de 45MIN
Cuidados especiais: Uso de coleira e guia. Para cães de grande porte uso de focinheira. Lembre-se de levar sempre um recipiente com água potável e sacos pra recolher as fezes.
Para uma boa caminhada escolha os dias de menos calor.
Corrida:

A corrida alivia o stress, fortalece a musculatura do seu pet. Deixando-o saudável e ativo.
Raças apropriadas: Raças maiores e hiperativas. Ex: Border Collie, Akita, Pastor Alemão e Beagles.
Tempo médio: Correr com seu cachorro é como ir a academia. Você não vai começar puxando cem quilos. Comece com uma pequena caminhada para aquecer. Na primeira semana controle a atividades por no Maximo 20 minutos sempre fazendo pequenas pausas para a hidratação e descanso. Siga as orientações do Personal Trainer Josué Miranda:
“Em três dias da semana, saia por cerca de 20 minutos. Nos primeiros dez, simplesmente ande. Nos cinco minutos seguintes, corra. Nos últimos minutos, volte a caminhar. Na outra semana o dono pode aumentar a corrida para 10, 15 e 20 minutos respectivamente. Com cães, o ideal é não ultrapassar 30 minutos de exercício” (Josué Miranda)
Cuidados Especiais: Correr com o seu cachorro é intenso. Lembre-se de fazer pausas para o descanso e hidratação. Fique atento ao piso aonde você fará a corrida. Invista em pisos regulares. Casos de cachorros que machucaram suas patas são recorrentes devido ao piso irregular. Se o seu cachorro é de grande porte, portanto usa focinheira, lembre-se que ela dificulta a respiração e a transpiração. Atenção para não sobrecarregar o seu pet.
Bicicleta:

A bicicleta é um exercício aeróbico. Ajuda a queimar as temidas gordurinhas e mantém um bom condicionamento físico tanto em humanos quanto nos cães.
Raças Apropriadas: As mesmas indicadas para as corridas.
Tempo Médio: O que é tranqüilo para você é intenso para o seu cachorro. Comece devagar para acostumar ele com o novo treino. Além de que o aquecimento é super importante tanto para você quanto para ele. Um ritmo máximo de 30 minutos duas vezes por semana é o mais apropriado.
Cuidados Especiais: Cuidado o ritmo intenso, seu cachorro está correndo enquanto você pedala. Novamente e muito mais importante que qualquer treino é de fundamental importância ficar de olho no comportamento do cachorro durante a pedalada. Cogite parar frequentemente para o descanso e hidratação. Prefira locais com menos movimento de carros. Lugares fechados como parques e circuitos são exemplos muito interessantes para praticar a pedalada. Além disso, lembre-se que você em cima de uma bicicleta ficará mais instável e então mais difícil de controlar o cão. Tem de haver confiança entre cachorro-dono.
Lançamento de Objetos

Tenho certeza que você lembrou daqueles filmes nostálgicos em que o dono lançava discos de frisbiee e cachorro saia alegre para buscar. E é esse o espírito que essa brincadeira trás. Além de fazer milagres aos seus membros superiores. “É ótimo para queimar excesso de gordura e fortalecer os braços. Também trabalha o abdome.”
E os cães também malham. Buscar os brinquedos e discos garante bons minutos de corrida e arranque aos pequeninos. Trabalha a força e a forma física.
Raças Apropriadas: São aconselhados cães mais velozes, entre eles Beagles, Labradores Goldens e Whippets.
Tempo Médio: Não especificado, mas use o bom censo. Quando ver que o seu cachorro está cansado guarde as coisas e vá pra casa. Deve ser feito duas ou três vezes na semana.
Cuidados Especiais: Essa brincadeira não exige muitos cuidados além do calor.
FlyBallFique de olho no que diz Josué Miranda:

“É uma corrida com obstáculos voltada aos animais, mas que pode muito bem ser adaptado para os humanos acompanhá-los. É uma alternativa para trabalhar os membros inferiores, como coxa, glúteos e pernas. Para isso, é preciso espaço, como um parque ou praça. O professor indica colocar em uma área de cerca de cem metros três ou quatro barreiras. O dono mesmo pode construí-las (com madeira, por exemplo). O espaço tem de se parecer com as tradicionais pistas de corrida com obstáculos.

Mas nada de fazer barreiras enormes. Pelo menos de início.
Deve ter entre 40 e 50 centímetros de altura. Depois pode ir aumentando. “O dono corre com o animal (de preferência sem coleira) e salta o obstáculo simultaneamente.”

Raças Apropriadas: Cães mais ágeis, como Whippets.

Tempo Médio: Cerca de 25 minutos.

Cuidados Especiais: Esse tipo de treino não exige muitos cuidados especiais além do calor.

Futebol Canino

Liberados pelos veterinários para todas as raças. Lembro-me do Ronaldinho Gaúcho dizer que seu melhor companheiro para as peladas era o seu cachorro vira-lata. Funciona muito bem para os músculos da perna como os abdutores e adutores, e os músculos abdominais transversais, que são difíceis de serem trabalhados, são exigidos – principalmente nos movimentos rápidos de virar o corpo. Considere brincar com mais de uma pessoa. Eles adoram brincar de “bobinho”.

Raças Apropriadas: Todas desde as pequenas as grandes.

Tempo Médio: Acredite você vai cansar antes deles sequer babar.

Cuidados Especiais: Lembre-se que cachorros pequenos são mais frágeis, use menos força.

Fonte: Cão Feliz

Deixe uma resposta