Cães e Gatos x Cigarro – A batalha

É comum que pessoas fumantes evitem o consumo do cigarro perto de bebês e crianças e não é a toa que, atualmente, é proibido fumar em estabelecimentos fechados. Estudos comprovam os malefícios do cigarro para os chamados “fumantes passivos”, estabelecendo que a fumaça inalada por uma pessoa que está perto de um cigarro aceso pode causar tantos danos à saúde quanto se a própria pessoa estivesse fumando. Agora… O cigarro é prejudicial somente às pessoas? Cães, gatos e cigarros também devem ser mantidos afastados?

Pesquisadores de saúde animal, atualmente, afirmam que, sim, cães, gatos e cigarros não devem conviver e que os nossos pets podem se tornar fumantes passivos e sofrerem as consequências disso tanto quanto os seres humanos.

Sempre nos preocupamos quanto à alimentação, higiene e bem-estar dos nossos pets; uma dieta balanceada, exercícios, banhos, entre outros cuidados, fazem parte de nossas preocupações diárias e o mesmo deve se aplicar à saúde dos bichinhos. As pesquisas ainda são escassas, contudo, veterinários afirmam que o cigarro consumido pelos donos dos pets pode trazer, entre outros, os seguintes malefícios ao animal:

  • Bronquite alérgica, bronquite dermatológica;
  • Problemas respiratórios, alergias, rinite;
  • Coceiras, lesões na pele e córneas.

Alguns estudos apontam, até mesmo, ligação entre cigarro e linfomas, deixando claro que, de fato, cachorros e gatos podem desenvolver câncer por causa do cigarro exatamente como acontece conosco.

Fumo perto do meu cachorro e ele não apresenta nenhum sintoma

O fato de o seu cachorro não ter manifestado nenhum comportamento estranho na presença do cigarro não quer dizer que ele está imune aos malefícios da fumaça. Cachorros e gatos de qualquer porte e raça podem sofrer danos à saúde por conta do cigarro, e tais danos podem, sim, ser silenciosos e não causarem nenhum sintoma aparente.

Mesmo que não haja o consumo do cigarro no interior de casa é importante ficar atento, pois sabemos que, principalmente os cães, gostam de estar sempre perto dos donos.

Caso você seja fumante e tenha percebido espirros ou tosses no seu pet, não hesite em levá-lo ao médico veterinário de sua confiança o quanto antes. Exames devem ser feitos e os devidos tratamentos precisam ser iniciados o quanto antes, garantindo sempre a saúde o bem-estar do pet.

Fonte: CachorroGato

Deixe uma resposta