Cães ajudam crianças a encontrar prazer na leitura

No último exame do Programa Internacional de Avaliação de Alunos (Pisa), o Brasil ficou em 55o lugar, entre 65 países, no ranking de leitura. De acordo com os resultados, quase metade dos estudantes brasileiros não é capaz de deduzir informações de um texto nem compreender nuances da linguagem. Os dados motivaram a pedagoga Andrea Petenucci e a psicóloga Lilian Bertolo a colocar em prática em São Paulo o projeto Entre Patas e Letras, de leitura assistida por cães, para estimular o prazer da leitura em crianças em situação de vulnerabilidade social.

A iniciativa foi inspirada em projetos internacionais como o R.E.A.D, no qual as crianças são incentivadas a ler para um cão. “A presença do animal funciona como suporte e motivador, pois imprime um caráter lúdico e acolhedor ao momento da leitura. Nosso objetivo é associar leitura com prazer para que as crianças se tornem leitores assíduos no futuro”, diz Andrea. Os cães são treinados pela Ong TAC, de terapia assistida por cães. Cães ajudam crianças!

Em prática na Escola Municipal Dilermando Dias dos Santos, em São Paulo, o projeto já atendeu cerca de 120 crianças nos últimos dois anos. Nas oficinas de leitura semanais, os alunos leem textos com temas relacionados a valores humanos, como respeito e cooperação, para os cães e depois fazem uma atividade pedagógica relativa ao conteúdo. “Por exemplo, as crianças recontam a história lida usando figuras dos livros que são grudadas com velcro na roupa dos cães”, explica a pedagoga, que no momento trabalha com alunos do 1º ano, em fase de alfabetização.

Estudos sugerem que a presença de cães é capaz de diminuir níveis de cortisol, hormônio associado ao estresse, de modo que a criança pode se sentir mais relaxada para a leitura e sem medo de julgamentos na presença do animal. Uma pesquisa feita na Universidade da Califórnia, aliás, aponta os benefícios específicos dos cães para melhorar as habilidades de leitura. Alunos que participaram de sessões de leitura assistida por cães apresentaram maior desenvolvimento de suas habilidades em comparação a um grupo de controle.

Segundo Andrea, os estudantes se sentem muito motivados a participar das atividades com os cães. “Sua postura em relação ao cumprimento de regras melhora, e a cooperação com outras crianças também. Os professores relatam progressos na relação com os livros.”

Fonte: Mente&Cerebro

Deixe uma resposta