Alimentação do peixe

Alimentação do peixe: 5 dicas para não errar mais!

Algumas das dúvidas mais comuns entre os aquaristas iniciantes são sobre a alimentação do peixe. Nossos amigos nadadores são pets delicados e sensíveis, e errar na hora da nutrição pode causar sérios problemas de saúde! 

 

Se você está na dúvida sobre quais são os melhores tipos de ração para peixes, o tamanho das porções e que frequência dar comida para seu pet aquático, não se preocupe, elaboramos um guia com 5 dicas para não errar mais na alimentação do peixe!

Escolha a ração correta

Muitos aquaristas iniciantes acham que, para cuidar da alimentação do peixe, basta oferecer a ele qualquer ração do mercado. Porém, o processo não é tão simples assim! Para escolhermos a ração de peixe correta, precisamos levar em consideração alguns fatores dos nossos amigos nadadores.

Pode até não parecer, mas é muito importante saber o que os peixes comem e que cada peixinho precisa de uma nutrição especial!

Oferecer qualquer comida para seu pet aquático sem considerar suas características pode levar a problemas de saúde. Para não errar mais, separamos algumas dicas:

  • Ração de superfície, meio ou fundo de aquário: as rações podem ficar em diferentes locais do aquário, dependendo de onde o peixe gosta de se alimentar. Na hora de comprar a alimentação dos peixes, observe qual o tipo de comida seu amigo prefere.
  • Carnívoro, herbívoro ou onívoro: outro ponto importante da alimentação dos peixes é o tipo de comida que ele prefere. Pets aquáticos também podem ser carnívoros, herbívoros ou onívoros. Isso influenciará a quantidade de nutrientes que a ração deve conter.
  • Flocos, granulados ou paletes: as rações do peixe também podem vir em flocos, granulados ou paletes. Cada espécie terá sua preferência. Então, verifique os tipos de peixe de seu aquário para escolher o melhor alimento.

Lembre-se de que escolher uma boa ração para peixes de aquário é cuidar da saúde dos seus amigos nadadores. Portanto, ofereça produtos de qualidade para manter o bem-estar dos seus pets!

Alimente na hora certa

Outra pergunta comum sobre alimentação do peixe é: “com que frequência devo dar ração?” Assim como outras questões, tudo vai depender das espécies que vivem seu aquário.

Alguns pets aquáticos possuem um sistema digestivo mais lento, e precisarão de mais tempo para absorver todos os nutrientes de uma refeição. Porém, de maneira geral, é recomendado oferecer a ração para seu amigo nadador uma ou duas vezes por dia.

peixe amarelo em algas verdes

O excesso de alimentos pode gerar problemas de saúde, já que a decomposição libera gases tóxicos na água. Crie uma rotina saudável para seus pets! Diariamente, separe um momento para alimentar e dar atenção ao seu peixinho.

Dê a quantidade certa de ração

A quantidade de ração é um ponto muito importante na alimentação do peixe. Mesmo aquaristas iniciantes sabem que muita ração pode ser prejudicial aos pets aquáticos.

E isso não só porque eles podem comer demais como também pela decomposição da comida. Mas como saber a quantidade certa de alimento para o aquário? Para isso, os especialistas indicam utilizar a regra dos 30 segundos.

Funciona assim: coloque um pouquinho de ração e veja se os pets comem tudo em até 30 segundos. Caso isso aconteça, repita a porção até o momento em que os seus amigos deixem alguns grãozinhos sobrando. Esta é a hora de parar! Com o tempo, você saberá a quantidade total de ração que deve oferecer para seus peixes.

Guarde a ração de forma segura

Acabando a hora da refeição, é hora de guardar a ração dos seus pets. Mas como realizar esse processo de maneira segura? A ração é um produto delicado, e é necessário tomar certos procedimentos para não prejudicar a alimentação dos peixes.

De acordo com especialistas, o ideal é ter um recipiente fechado e seguro, de maneira que a ração não entre em contato com o ar e a umidade. Ademais, a maioria das rações de peixes já vem em um recipiente adequado para a preservação.

Ela também deverá ficar longe da luz e do calor para conservar suas propriedades por mais tempo. Alguns tutores escolhem guardar sua ração na geladeira, mas isso vai variar de acordo com o tipo de produto escolhido. Consulte a embalagem caso tenha dúvidas!

Observe seus amigos

Seguindo os passos acima, você provavelmente terá peixes alegres e saudáveis em seu aquário! Porém, é necessário sempre manter os olhos abertos para possíveis problemas. Observe seus amigos nadadores e a saúde geral do aquário.

Assim, você poderá ver se há algum peixinho que necessita de cuidados especiais. Muitas vezes, espécies mais lentas não conseguem competir pela ração, e acabam se alimentando mal.

Nesse caso, será necessário separar ração só para ele. Caso note alguma alteração no aspecto dos pets ou em seu comportamento, é hora de procurar ajuda de um especialista. Em algumas unidades da Petz, você encontra veterinários especialistas em pets aquáticos, que ficarão felizes em ajudar você e seu amigo.

peixe colorido

Agora que você já sabe como cuidar da alimentação do peixe, é hora de partir para a ação!

Fonte: Petz

Deixe uma resposta