ADOÇANTE XILITOL PODE ENVENENAR OU MATAR CÃES

A Food and Drug Administration dos Estados Unidos, a agência dos medicamentos, emitiu um alerta relativamente ao xilitol, um adoçante utilizado em pastilhas e outros produtos: apesar de ser seguro e até benéfico para os humanos, o xilitol não deve ser consumido por cães, já que pode envenenar e até matar os animais.

O xlitol é um edulcorante ou adoçante natural que é usado para substituir o açúcar, é tolerado por diabéticos e tem várias aplicações clínicas. No entanto, ao longo dos últimos anos, o centro de medicina veterinária da FDA norte-americana “recebeu vários relatos – muitos relativos a partilhas elásticas – de cães envenenados por xilitol”, lê-se no alerta publicado na quinta-feira.

O xilitol é perigoso para os cães porque estes absorvem a substância de forma muito mais rápida do que os humanos e pode levar a uma libertação rápida de insulina. Esta pode resultar numa rápida e profunda diminuição no nível de açúcar (hipoglicemia), cerca de 10 a 60 minutos após a ingestão de xilitol. “Sem tratamento, esta hipoglicemia pode rapidamente ameaçar a vida do cão”, explica Martine Hartogensis, veterinária na FDA.

O organismo americano alerta para o problema salientando que muitas vezes os cães, e sobretudo os cachorros, tendem a roer e comer tudo o que apanham – pastilhas, mints, pasta dos dentes, tudo produtos que podem conter xilitol.

A FDA aconselha os tutores dos cães que suspeitem que estes podem ter ingerido xilitol a levarem o animal ao veterinário.

Fonte: Olhar Animal

Deixe uma resposta