animais pequenos

5 animais pequenos para ter em apartamento

É comum o pensamento de que animais e apartamentos pequenos não combinam. No caso dos animais de estimação mais comuns como gatos e cachorros, a afirmação pode ser verdadeira, já que esses bichinhos exigem maiores espaços para gastar energia. 

 

Mas outros pets, ainda não tão populares, podem ser uma ótima pedida para quem vive em uma casa pequena, mas não dispensa a companhia de um animalzinho. Confira algumas sugestões:

Chinchila

A chinchila é uma espécie de roedor nativa da região dos Andes. Dócil, companheira e bastante ativa, ela chega a no máximo 35 cm de comprimento e 20 cm de altura. Embora seja necessário ter uma gaiola específica para esse animal, recomenda-se deixa-lo solto o máximo de tempo possível.

Lagarto

O teiú é o tipo de lagarto mais comum adotado como animal de estimação. Nativo das florestas do cerrado e caatinga, o animal tende a ficar mais dócil com o tempo, mas para isso necessitam de contato próximo com seu dono. Vale lembrar que, por ser um animal selvagem, sua compra requer autorização do IBAMA e é ilegal mantê-lo em cativeiro sem essa liberação.

Furão

Enérgico e curioso, o furão pode ser criado em apartamentos pequenos, mas é preciso lembrar que, por ser um animal muito ativo, ele irá explorar todos os cantos da casa durante boa parte de sua vida. Por serem esguios, conseguem entrar em buracos e espaços pequenos com facilidade. Por isso, atenção redobrada à fiação elétrica e a locais que podem machucar os bichinhos.

Porquinho-da-índia

Roedor nativo da América do Sul, o porquinho-da-índia é um animal extremamente dócil. Ativo, ele se adapta bem à vida em apartamento. Fácil de cuidar e alimentar, o animal pode conviver bem também com crianças.

Coelho

Sociáveis e silenciosos, um coelho de estimação é uma boa opção para quem vive em apartamento. A personalidade desses bichinhos é forte e eles necessitam de cuidados e companhia mais constantemente. Se dão bem com crianças e são bastante ativos.

Fonte: Bolsa de Mulher

Deixe uma resposta