animais de estimação comerem

12 coisas que você nunca deve deixar seus animais de estimação comerem

Todos nós sabemos que é realmente tentador dar comida ao nosso animal de estimação de vez em quando. Nós compartilhamos nossos corações e lares (talvez às vezes mais do que isso, nossa cama também pode estar incluída) com nossos amados animais. Não tem nada de errado em compartilhar nossos alimentos favoritos com eles, a menos que seja um dos alimentos apresentados na lista abaixo.

Caso o seu animal de estimação consuma alguma coisa da lista, entre em contato com o veterinário ou ligue para a Linha Direta de Intoxicação de Animais imediatamente. Devemos ter muito cuidado com o que nossos bichinhos comem, pois isso pode ser mortal para eles. Entenda que essa não é uma lista abrangente de tudo o que existe na sua casa e que pode ser ruim para o seu animal de estimação.

1. Abacates

O abacate pode ser um dos alimentos mais amados da geração Y, mas seu animal de estimação não pode compartilhar esse amor com você. A semente de um abacate é enorme e evoluiu para ser devorada por preguiças gigantes, então imagine o dano que pode causar a um cão ou gato se for ingerida. Além disso, o alto teor de gordura do abacate pode causar pancreatite no seu bichinho.

Além disso, os abacates têm uma toxina, chamada persina, que tende a ser venenosa para cães e gatos. Essa toxina pode ser mortal para pássaros, cavalos, cabras, ovelhas e outros animais. Portanto, você nunca deve dar um abacate para seu animal de estimação comer, não importa o quanto goste de comê-lo.

2. Chocolate

O chocolate é um alimento clássico amado por todos nós. No entanto, ele contém dois compostos que são realmente perigosos para os cães: teobromina e cafeína. Ambos os compostos podem interferir no coração e no sistema nervoso do animal. Os níveis de toxicidade dependem do tipo de chocolate consumido: o cacau em pó é o mais tóxico, enquanto o ao leite e o chocolate branco são menos tóxicos.

Para um cachorro pequeno, uma pequena barra de chocolate ao leite pode ser perigosa, mas uma pequena migalha de um bolo de chocolate provavelmente não será letal. É fato que os efeitos perigosos dependem do tipo de chocolate, quantidade consumida e do cão em questão, mas o ideal é sempre manter o seu animal de estimação longe do chocolate.

3. Massa de pão (levedura)

A massa de pão crua (e a levedura que ela contém) é duplamente ruim para cães e gatos. A massa de pão não cozida pode se expandir no estômago deles, enquanto ao mesmo tempo a levedura produz álcool, o que pode causar intoxicação alcoólica no animal de estimação e consequentemente diminuir o açúcar no sangue, a pressão sanguínea e a temperatura do corpo.

A massa crescente pode inchar ou torcer o estômago do animal, o que pode resultar em vômitos, fraqueza, batimentos cardíacos anormais, colapso e morte. Você é humano, podemos entender totalmente que você não consegue resistir à massa de biscoito, mas nunca deixe seu animal de estimação comer essa massa.

4. Cerejas, caroço de pêssego, sementes de maçã

Como humano, você sabe que precisa cuspir um caroço de cereja, mas tem certeza de que o seu cão ou gato não vai simplesmente engolir tudo? O ideal é que você evite dar cerejas ao seu animal de estimação. O caroço, caule e folhas contêm cianeto, uma enzima que impede as células de absorver o oxigênio. Uma quantidade significativa de cianeto pode ser letal.

Um único caroço de cereja pode não causar envenenamento por cianeto, mas ele pode se alojar no trato digestivo do animal e criar um possível bloqueio. Nesse caso, seu animal de estimação pode vomitar, comer menos comida do que o normal e fazer cocô com menos frequência. Além das cerejas, os caroços de pêssego e as sementes de maçã também contêm cianeto, por isso é melhor evitá-los.

5. Cogumelos selvagens

Existem milhares de tipos diferentes de cogumelos por aí, muitos dos quais podem ser tóxicos para os animais de estimação. Alguns deles talvez sejam extremamente tóxicos e mortais. Infelizmente, é difícil diferenciar os tipos de cogumelos, principalmente se você não for treinado adequadamente. Os cogumelos tóxicos podem afetar o sistema gastrointestinal de um animal, o sistema nervoso central, o fígado e os rins.

Assim como as pessoas não podem comer todos os tipos de cogumelos porque podemos não ser capazes de diferenciar aquele que é venenoso ou não para nós mesmos, seu animal de estimação também não deve comê-los. Então, quando você estiver fazendo uma longa caminhada na mata, deve ter muito cuidado e ficar de olho no seu cão para que ele não coma cogumelos selvagens.

6. Alho

O alho é uma erva que realmente tempera tudo, torna os alimentos saborosos e tem um cheiro incrível. Ele é muito ruim para o seu gato e cachorro. O alho pode ser a razão pela qual um gato pode ter anemia, uma vez que seu consumo pode danificar os glóbulos vermelhos do gato. Também pode causar náusea, baba, vômito, dor abdominal e diarreia, sintomas que indicam problemas no trato gastrointestinal.

Os sintomas mencionados acima nem sempre são imediatos e podem aparecer vários dias depois do animal ter consumido alho. Portanto, você pode não perceber imediatamente. Como com todo o resto, se um gato comer uma pequena quantidade de alho, ele não ficará intoxicado, mas grandes quantidades geralmente são tóxicas para o seu amado gatinho.

7. Cebolas

Como no caso do alho, a cebola é uma erva que pode ser perigosa para o seu animal de estimação. Ambos pertencem à mesma família de plantas, juntamente com a cebolinha e o alho-poró, o que significa que todos não devem ser oferecidos aos animais.

É improvável que você alimente seu animal com uma cebola crua, mas o que acontece com a cebola em pó? Temos certeza de que ela está incluída em mais alimentos que você consegue imaginar. Ela pode ser incluída em batatas fritas, em um molho que você comprou em um supermercado… basicamente em qualquer coisa, então você também deve ficar de olho na lista de ingredientes dos alimentos.

8. Uvas

As uvas e passas são frutas, então todos imaginam que são lanches saudáveis e benignos, mas elas podem ser muito tóxicas para cães e gatos. Até o momento em que este artigo foi escrito, não foi comprovado exatamente como as uvas estão afetando o seu animal de estimação. A única coisa comprovada até agora é que as uvas e as passas podem causar insuficiência renal em cães.

Você precisa ter muito cuidado com o que dar de comer para o seu cão, pois as passas podem estar escondidas em qualquer coisa, desde a mistura de cereais até as barrinhas de lanche. Além disso, existem biscoitos e pão com pasta de passas ou suco de passas incluídos. Groselhas e sultanas também estão relacionadas às uvas; portanto, não deixe seu cão consumi-las.

9. Comprimidos para humanos

Comprimidos projetados para serem consumidos por pessoas podem ser tóxicos para o seu animal de estimação se consumidos por ele. O ibuprofeno, por exemplo, pode causar úlceras estomacais, diarreia e dor abdominal (entre outros sintomas) em pequenas doses, enquanto que em grandes doses pode causar até a morte. O acetaminofeno (mais conhecido como Tylenol) é ótimo para aliviar a dor nas pessoas, mas pode ser mortal para os animais.

Comprimidos são ótimos para o alívio da dor humana, mas são definitivamente tóxico para cães e gatos. Se o seu cão realmente precisa de alívio para dor, existem medicamentos feitos especificamente para ele. Você deve sempre consultar seu veterinário sobre a saúde do seu animal de estimação.

10. Cafeína

Embora a cafeína seja uma muleta para muitos trabalhadores e estudantes, ela não deve ser oferecida a cães e gatos. Todas as bebidas que contêm cafeína, como chá, refrigerantes, bebidas energéticas e suplementos de cafeína, podem causar hiperatividade, pressão alta, vômitos e batimentos cardíacos acelerados, entre outros sintomas.

Sejamos honestos, seu gato ou cachorro não precisa de nenhuma bebida com cafeína para ter energia, então mantenha essas bebidas longe deles. Se você quiser apimentar as coisas e deixá-los empolgados, ofereça ao seu gato um catnip, e ao seu cão apenas diga a palavra “passear”. Provavelmente será o suficiente.

11. Álcool

Ok, nós entendemos que um copo de vinho pode relaxá-lo e ajudá-lo a aproveitar a sua estadia em casa à noite, mas não dê álcool ao seu gatinho, cachorro ou pássaro. Os animais podem ter intoxicação por álcool muito mais fácil do que os seres humanos, portanto, mesmo uma pequena quantidade de álcool pode ser perigosa para eles.

Os sintomas de intoxicação por álcool em animais de estimação incluem letargia, baba, vômito, fraqueza e colapso. Portanto, se você perceber que o seu cão está com sono, embora normalmente não seja hora de dormir, verifique seu copo de vinho para ver se ele bebeu alguma quantidade.

12. Material de Limpeza e Detergentes

Você comeria ou daria ao seu filho produtos de limpeza? Não! Isso é exatamente o que você deve fazer com o seu animal de estimação também. O material de limpeza pode causar úlceras e outros problemas, dependendo do produto.

É óbvio que você deve manter esses materiais de limpeza em locais que o seu cão ou gato não possa alcançar. Se estiver limpando uma mancha, mantenha seu amiguinho curioso longe dela. Ou, se você estiver limpando o vaso sanitário, não deixe o seu animal de estimação próximo a ele até terminar. O mesmo se aplica aos produtos de lavanderia.

Fonte: Crunchposts

Deixe uma resposta